quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

A AUDIÊNCIA DAS EMPREITEIRAS

0 comentários
Por Elson de Melo

Os aventureiros que ocupam mandatos públicos no Amazonas, cargos relevantes como Deputado Estadual, estão incomodados com o Tombamento do Encontro das Águas e do Centro de Histórico de Manaus pelo IPHAN!... Seria louvável se tal inquietação fosse para garantir a preservação do milenar e majestoso Patrimônio paisagístico da Amazônia o Encontro da Águas, nosso principal Cartão Postal. Da mesma forma, se essa atitude convergisse para enaltecer as variadas arquiteturas que a quase três séculos e meio compõem a fisiografia urbana da nossa Cidade Sorriso – Manaus! Esses dois grandes Patrimônios formam hoje nossa identidade cultural e histórica, são paisagens e artes que ficaram eternizadas na retina dos nossos antepassados e devem seguir encantando as atuais e futuras gerações.


Na segunda feira dia 06 de dezembro de 2010, o Deputado Sinésio Campos e outros, convocaram uma Audiência Pública na Assembléia Legislativa para debater o assunto em questão.


Deveriam os mesmos Hobbits Legisladores, Ampliar o tema Tombamento com um equacionamento Ecológico de conteúdo, em vez de botar mais lenha na fogueira contra o dito cujo. Mais uma leseira baré, para discutir o obvio ululante, Coisa de pigmeu inculto, bossau, metido a professor Pardal.


Deveriam esses Deputados epidérmicos, propor um plano de reengenharia de desenvolvimento, para a assembléia ajudar o Governador Omar a efetuar resultantes sistêmicas para o Estado, visando o evento da Copa 2014 e conseqüentemente o bem estar do povo amazonense.


Alias esses Ilustres Deputados, mais parecem tremulas e nervosas Jaçanãs, dando gritinhos de espanto tipo (olha a barata!) panorâmico sobre o mureru, alias nem os aruanãs se espantam mais com seus brados insólitos na Áurea Casa da Legislação do Amazonas, uma pena!


A convocação dessa Audiência foi no mínimo intempestiva, tanto pelo fato de o Encontro das Águas já ser um Patrimônio tombado, como o tombamento do Centro de Manaus estar em fase de rito final para que o Conselho do IPHAN aprove seu tombamento.


Na verdade o esperneio do Deputado Mucuim de saco das empreiteiras, é tão somente para justificar sua condição de lobista das empresas que querem construir o Porto das Lajes e o Monotrilho no Centro de Manaus.


O estranho é que esse parlamentar orientou seu apadrinhado o Superintendente do IPHAN no Amazonas a boicotar todas as Audiências Publica solicitado pelas Instituições representativas da população do Lago do Aleixo, o exemplo mais notório foi a ultima convocada pelo Deputado Luiz Castro, Presidente da Comissão do Meio Ambiente da ALE.


Agora esse Deputado que segundo boatos, vem ampliando seu patrimônio no Estado do Pará, pretende dilacerar o Centro de Manaus e o Encontro das Águas, patrocinando a construção do Monotrilho e o Porto das Lajes. Sobre isso, não custa nada lembrar que, os nossos irmãos paraenses jamais permitirão que o Mangueirão seja demolido e muito menos, devastem o Centro Histórico da cidade de Belém, capital desse grandioso Estado do Pará.


Elson de Melo – Sindicalista

0 comentários:

Postar um comentário