quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Químicos Unificados entrega dossiê sobre a Natura, em Brasília

0 comentários


Parlamentares se solidarizaram com histórias e demissão de trabalhadoras lesionadas
Uma comissão formada por dois dirigentes do Sindicato Químicos Unificados e duas trabalhadoras com doenças ocupacionais demitidas pela Natura foi até Brasília e entregou um dossiê com denúncias contra a empresa para parlamentares e representantes do Ministério do Trabalho, ontem (15/dez/10).

Participaram da delegação os dirigentes do Unificados Paulo Soares e Petrônio de Oliveira, que é também funcionário da Natura, e duas trabalhadoras demitidas da empresa, Elisangela Ferreira dos Santos e Maria Eliane Pimentel.

ACESSE AQUI para ler o dossiê.

A viagem

Antes do nascer do dia, a comissão já estava no Aeroporto Internacional de Guarulhos para pegar o voo rumo à capital do país. Nas mãos, diversos exemplares de um documento especialmente preparado para a ocasião.

O dossiê continha informações sobre as demissões, informações médicas das trabalhadoras lesionadas e dados sobre o crescente faturamento da Natura.

Na capital Federal a comissão foi recebida pela equipe de gabinete do deputado Ivan Valente, (PSol/SP), e orientada pe lo coordenador político Rodrigo Pereira.

Graves denúncias

A primeira reunião realizada foi na Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados, com os deputados federais Ivan Valente e Alex Canziani, do PTB/PR, presidente da Comissão.

Canziani, que ficou impressionado com gravidade das denúncias, afirmou se tratar de algo absurdo. “São violações aos direitos trabalhistas, e o respaldo político é importante para essas trabalhadoras”, completou o deputado.

Os deputados sugeriram escrever um ofício para a Natura em nome do Presidente da Comissão do Trabalho, informar sobre as denúncias do sindicato e solicitar da empresa informações mais detalhadas sobre as demissões.

Auditor do Ministério do Trabalho
“baterá às portas” da Natura

A segunda reunião foi com o Ismael Lisboa, Assessor Especial do Ministro do Trabalho Carlos Lupi. Ele ouviu as denúncias e as histórias das trabalhadoras e sugeriu ações políticas e jurídicas para serem tomadas.

Segundo Ismael e outras duas representantes do ministério, pelas informações fornecidas pelas trabalhadoras a Natura cometeu infrações como ter retido as carteiras de trabalho, não ter realizado exame demissional e ainda não ter feito homolo gação das demissões.

“Vamos verificar essas denúncias, enviar um auditor do Ministério para bater na porta da empresa”.

Uma cópia do dossiê também foi entregue para o senador José Neri do PSol/PA


Leia notícia na integra

0 comentários:

Postar um comentário