sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Salário Mínimo expõem a falta de mobilização das Centrais Sindicais e do Sindicalismo brasileiro

1 comentários
Depois de aceitar pacificamente o veto do Ex-Presidente Lula ao Fator Previdenciário no ano passado e com a vergonhosa proposta que apresentaram ao Governo da Presidenta Dilma de reajuste para o Salário Mínimo que elevaria para R$ 580,00 (quinhentos e oitenta reais), quando o principal órgão de assessoramento dos Sindicatos o DIEESE afirma com base na Constituição Federal que o valor do Salário Mínimo deveria ser mais de dois mil reais e durante a eleição ter surgido uma proposta de R$ 600,00 (seiscentos reais). O Movimento Sindical Brasileiro representado pelas Centrais Sindicais, mostra sua fragilidade e falta de habilidade para negociar ou conquistar vantagens positivas para os Trabalhadores do País.

Isso se deve a forma como suas lideranças estão conduzindo esses eventos, o comportamento dos Sindicalista que conduzem as negociações vai de encontro ao que deseja o Governo e os Empresários, pois agem sem o mínimo de mobilização ou mesmo qualquer discussão com as bases das Categorias de Trabalhadores, concentram suas ações dentro da cúpula Governamental e no Parlamento cujo a maioria é formado por Empresários ou representantes destes, menosprezam a mobilização popular apresentando um numero a esmo para o Salário Mínimo, sem nenhuma base clara que justifique sua base de composição, o que escancara uma política de Cúpula que despreza a participação dos principais interessados os Trabalhadores.

É uma política do faz de conta ou deixa que eu resolvo! Perece que é apenas encenação para barganhar dividendos junto ao governo, basta ver a corrida sem critério feito por determinadas Centrais para filiar a qualquer custo Sindicatos as suas fileiras, apenas para aumentar sua participação na divisão dos 10% (dez por cento) da Contribuição Sindical. Pelo o que estamos assistindo, as Centrais vão ter que se contentar com o minguado Salário Mínimo acrescido de uma pitada de cala-boca que a Presidente já anunciou!

1 comentários:

Anônimo disse...

Simples, as prefeituras não tem verba para pagar os trabalhadores (quando se diz trabalhador quer dizer os poucos que realmente fazem), com a contribuição do povo.

Postar um comentário