segunda-feira, 21 de março de 2011

AGUA PARA SEMPRE

0 comentários
Ellza Souza (*)


O rio Negro nos dá também beleza, paz, alimento através de seus peixes, nos refresca nesse calor amazônico, hidrata nossas plantações e nossos tucumãs, escava misteriosas cavernas e sinuosos igarapés, recorta lindas praias como a do Tupé e ilhas como as de Anavilhanas, inunda lagos como o do Aleixo e florestas sem fim. É muita água para nosso baldinho medíocre. Pela sua abundância achamos que nunca vai nos faltar. Não pensamos que ao jogar lixo e detritos sanitários do barco estamos enlameando a própria água que vamos beber, tomar banho e lavar nossas roupas. Tratamento da água só o feito por Deus por que o homem apenas a destrata.

Na área dos bairros Santo Antonio e Compensa, se não fossem os muros que circundam fábricas e casas por ali, a população poderia apreciar melhor o rio Negro e nele se inspirar com a calmaria de suas águas escuras e no final da tarde com o pôr do sol em toda sua exuberância. Se no lugar de muros existissem simpáticas cadeiras para observação do rio, o lugar poderia se transformar num ponto turístico dos mais eficientes. Apreciar o rio Negro faz bem à saúde. Preserve-o. É a sua vida e a da sua família que está em jogo. Tem alguns cuidados que cada um de nós pode fazer pela preservação das águas amazônicas.

São eles: Lugar de lixo é na lixeira. O lixo da rua atrai ratos e doenças e vai tudo para os rios e lagos; Não jogue óleo ou azeite na pia da cozinha. Alguns supermercados estão recebendo óleo utilizado e vendendo como matéria prima para fabricação de outros produtos. Procure informações sobre a reutilização do óleo ou então diminua as frituras que fazem mal à saúde; Se for construir ou comprar um imóvel prefira os que possuam captação de água da chuva; Economize energia elétrica e você estará economizando água já que no Brasil são muitas as usinas hidrelétricas; Denuncie saídas de esgoto em lagos, mares e rios, além de depósitos de lixo ilegal já que o chorume (entre outros resíduos resultante do lixo) vai para o lençol freático ou os nossos conhecidos poços, contaminando-os http://www.ouvidoria.sc.gov.br/; Diminua o uso de agrotóxicos e defensivos agrícolas. Procure se inteirar sobre o tombamento do Encontro das Águas o que significa tomar uma atitude concreta em favor de nossos rios, Negro e Solimões.

(*) É jornalista, escritora e colaboradora do NCPAM/UFAM.

0 comentários:

Postar um comentário