quinta-feira, 3 de março de 2011

Câmara Municipal de Manaus: a briga dos desqualificados

0 comentários
O arrobo de alguns Vereadores, antecipou ontem o parecer encomendado pelo Senador Eduardo Braga e o ex-Prefeito Serafim Corrêa ao Procurador responsável em averiguar a legalidade do pedido de cassação do Prefeito Amazonino Mendes.

É tradição no Amazonas e no Brasil que o Parlamento esteja sempre a serviço do poder, entenda como poder, aqueles que mandam independente do cargo que ocupam na esfera administrativa. O pedido de cação do Prefeito Amazonino Mendes "essa coisa" como afirma o Professor Ribamar Bessa em sua coluna Taqi Prati no jornal Diário do Amazonas de domingo passado, obedece exatamente a subserviência e conveniência que o Vereador que assina, venera aos dois políticos que querem a qualquer custo voltar ao Armazém da Avenida Brasil - Eduardo & Serafim.

A verdade é que essa Câmara Municipal de Manaus, é um ninho de desqualificados, onde noventa e nove por cento dos Vereadores obedecem a interesses escusos para votarem, basta ver a famigerada taxa do lixo, as prestações de contas dos Prefeitos envolvidos em falcatruas, a forma de gestão do transporte coletivo e a limitação da meia passagem para os estudantes.

Como pode agora esses Vereadores se voltarem contra o seu senhor! É claro que já estão sendo obedientes a outro Rei. Enquanto isso a população de Manaus convive com as tragédias provocadas por falta de políticas públicas na áreas de habitação, saneamento, saúde, educação, segurança, higiene sanitária, transporte e meio ambiente. Essas coisas, nenhum Edil tem interesse de pelo menos apontar soluções.

O episódio da Comunidade Santa Marta temos a obrigação de condenar, porém, manipular esse fato´para alcançar objetivos pessoais é tripudiar sobre aqueles humildes desamparados da sorte e do Estado, cujo Vereadores são da mesma forma responsáveis de solucionar aquela situalção.

Perguntar não faz mal, então vamos lá: o Vereador Joaquim Lucena esteve até dois anos atrás a frente da Secretaria Municipal de Assistência Social, por que não tomou nenhuma providencia para prevenir aqueles comunitários de sofrem tamanha tragédia? É claro que ele vai se eximir da responsabilidade, isso é mais fácil para quem só fez distribuir banheiras de bebê em troca de votos como comprovou o Ministério Publico Eleitoral.

Amazonino hoje é uma obra da incompetência do Serafim Corrêa a frente da Prefeitura de Manaus, isso é fato. Portanto, como bom bisbilhoteiro o Sarafa sabe que a população de Manaus não sentem a menor falta dele. Já o Senador Eduardo Braga, é melhor ele aguardar 2012 para tentar no voto abocanhar o fabuloso orçamento de Manaus. Amazonino, Eduardo, Serafim e os Vereadores de Manaus, são todos desqualificados para invocar decoro, ética, moralidade, decência, probidade, respeito a população e ao cidadão para ultrajar a democracia.


0 comentários:

Postar um comentário