sexta-feira, 18 de março de 2011

Novamente Kassab não negocia e manda PM bater em manifestantes contra o aumento do ônibus

0 comentários
Pela décima quinta-feira seguida, aconteceu em São Paulo, no dia 17, uma manifestação contra o reajuste da tarifa de ônibus. Mais uma vez, o Prefeito Gilberto Kassab, que decretou o aumento para 3 reais da passagem no dia 5 de janeiro, não recebeu o movimento para a negociação. No final, a Polícia Militar novamente agrediu manifestantes, jornalistas e cidadãos que estavam nas proximidades do Terminal Bandeira.

A concentração da manifestação foi em frente ao Teatro Municipal. O ato seguiu para prefeitura para que seu pedido de negociação fosse negado. Simbolicamente, os manifestantes presentes queimaram uma bandeira. Da prefeitura, a passeata seguiu para o Terminal de Ônibus da Praça da Bandeira, interrompendo o transito na Av. Nove de Julho por aproximadamente 15 minutos. Cerca de 500 pessoas participavam do protesto nesse momento.
O confronto ocorreu após alguns manifestantes tentarem pular as catracas dos ônibus e da estação de Metrô do Anhangabau que fica ao lado do Terminal Bandeira. A Polícia Militar novamente utilizou as chamadas armas não-letais de maneira abusiva, jogando bombas de gás lacrimogênio dentro da estação. Seguranças do Metrô também agrediram os manifestantes.

A luta continua
Na próxima quinta-feira, 24/3, já está marcado o novo ato contra o aumento da passagem. A concentração será na Praça Oswaldo Cruz, próximo do Metrô Brigadeiro, na Av. Paulista, com início previsto para as 17h.


0 comentários:

Postar um comentário