quarta-feira, 30 de março de 2011

Sofia não é Maria

0 comentários
No Big Brother no qual Manaus foi transformada, transar na praça dá em "cana". Não é como no Big Brother da Globo, onde Maria, a sortuda que ontem ganhou R$ 1,5 milhão e provou que não é burra, como insinuava Pedro Bial, sobe em cima de Mal-Mal (Mauricio) e tenta beijá-lo.


- Para Maria, para ! diz Maurício.

Ela - Parar por que ? Eu tô com vontade. Eu não vou ficar passando vontade... Se eu morrer amanhã, eu não aproveitei...

Em outra cena caliente, ela diz para o rapaz:

- Mal-Mal, se você não quer, tem quem queira...

Depois de beijar o doutor (Wesley) vai contar ingenuamente para Daniel:

- Beijei o doutor lá dentro, mas avisei o Mal-Mal: "Quer, quer, não quer, não quer."

Tudo exibido em horário nobre, com crianças assistindo, inclusive as cenas de sexo debaixo do ededron. E não dá em "cana", não tem polícia, juiz ou promotor que digam: a Globo divulgou cenas obscenas. Vamos prender Maria, o Bial, os Marinhos - donos da emissora - e, por tabela, o Philipe Daou, proprietário da repetidora da Globo em Manaus.

No Big Brother de Manaus a personagem é uma pobre coitada. Se chama Sofia Rodrigues Santos, que as câmeras do Ciops mostraram se esfregando num menor. Nem nua ela estava. Mas foi presa e encaminhada direto para a Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa.

Acusação: "crime por ato obsceno".

Obscena é a hipocrisia de uma sociedade que tolera o sexo entrar em casa via tv, onde a familia fica assistindo com crianças. Obscena é essa polícia que enxerga um casal "fazendo amor" na praça, mas não vê o delinquente que ataca cidadãos indefesos em plena avenida. Vamos salvar Sofia. O crime que ela cometeu não merece o castigo recebido, nem a humilhaçao pública a que foi exposta.


Fonte: http://www.portaldoholanda.com

0 comentários:

Postar um comentário