terça-feira, 26 de abril de 2011

1º DE MAIO: A Saga do Trabalhador da Zona Franca de Manaus

0 comentários
Cultura
Elson de Melo
A Saga do Trabalhador da Zona Franca de Manaus
Distrito Indústrial de Manaus(AM)
Dia 1º de maio é dia do Trabalhador,
Trabalhador da roça e do nosso pescador,
Num dia é seringueiro, no outro é agricultor,
Batalha sol a pino, para manter seu sustento,
Cria gado, planta juta e ninguém lhe dá valor.

Num dia triste da vida, o caboclo ouviu no rádio, a conversa do doutor,
Que na cidade sorriso, havia relógio barato, emprego e muita festa,
Correu arrumou sua boroca, para seguir sua sina,
Numa noite de magia, embarcou, no primeiro motor da linha,
Alegre todo contente, na escadaria dos Remédios desembarcou.

Uma vez na capital, estava selado seu destino,
De ser trabalhador operário, ou ser um eterno menino,
Conheceu a Zona Franca, seu comércio e a indústria,
Correu foi ser empregado, numa fabrica juta,
Depois quebrou castanha, trabalhou na construção,
Nas fabricas do Distrito, a idade foi a condição,
De não ser admitido, na linha de produção.

O caboclo agora anda triste, resmunga com toda razão,
Convidaram para festa, mas, não lhe deram a opção,
De escolher a camisa do terno de estimação,
Sobrou-lhe apenas a lembrança, do seu torrão que morava,
De onde veio sem volta, só saudade e lamentação.

Agora seu filho trabalha, numa fabrica de televisão,
Monta as mais modernas Tvs, mas, não pode comprar não!
Uma Tv de plasma, ou de HD digital com alta definição,
Contenta-se com a noticia, de ter dado lucro de bilhões... de dólares,
Que só enriquece o patrão. Veja só a contradição!

A saga desse caboclo parece coisa de ficção,
Caramba! Isso é verdade, é pura confissão,
Ainda falta dizer, aonde mora esse peão,
E o salário que recebe, só dá pra comprar o pirão,
As outras coisas da vida ficam para outra encarnação.

Pra não pensarem que o poeta, só fala de solidão,
Vamos unir nossas forças, para aumentar a pressão,
É hora de garantir conquistas, que eles sempre dizem não.
O caminho para o intento está na nossa união,
Nesse 1º de maio, eis a convocação, solidariedade e luta, pra fortalecer nossa razão.

Trabalhadores do mundo. Uni-vos!



Elson de Melo - Sindicalista

0 comentários:

Postar um comentário