sábado, 9 de abril de 2011

Em novo ato, Marina pede 'democratização' do PV

0 comentários
A ex-senadora e candidata derrotada à presidência Marina Silva deu neste sábado continuidade ao processo de mobilização dos militantes do PV com o objetivo de promover a democratização do partido. A ex-ministra do Meio Ambiente participou de evento organizado pelas lideranças da legenda que integram o Movimento Transição Democrática, na Assembleia Legislativa de São Paulo. Segundo a assessoria de imprensa da Marina, cerca de 600 pessoas participaram do ato, entre militantes e simpatizantes do movimento.

Em seu discurso, Marina ressaltou o compromisso acertado com as lideranças do PV quando de seu ingresso na legenda, em 2009, de que o partido passaria por um amplo processo de democratização. Para a ex-presidenciável, esse acordo foi rompido no momento que a direção nacional executiva do partido estendeu por mais um ano o mandato do atual presidente da sigla, José Luiz Penna (SP). Na prática, tal atitude provocou um racha político dentro da legenda.

Além de Marina, também estiveram no evento o deputado federal Alfredo Sirkis (PV-RJ), o ex-candidato ao Senado por São Paulo Ricardo Young, o presidente do partido no estado de São Paulo, Maurício Brusadim, entre outras lideranças do PV que apoiam o Movimento Transição Democrática.

O grupo, que tem se reunido em diferentes estados com a intenção de promover um amplo debate sobre a renovação das estruturas do partido e suas lideranças, tem como meta a realização de convenção nacional da legenda, em agosto deste ano, para a escolha de uma nova diretoria executiva nacional.

O Transição Democrática defende que o PV passe a se relacionar com seus filiados de forma participativa e interativa integrando-os aos processos de decisão inclusive para a eleição das suas direções municipais, estaduais e nacional.


(Com Agência Estado)

0 comentários:

Postar um comentário