quinta-feira, 14 de abril de 2011

Moacir Andrade recebe compenssação da ALE por acompanhar Deputado a Brasília

2 comentários
Depois de participar da caravana maldita do Deputado Sinésio Campos(PT) que fez uma turnê por Brasília, onde participou de uma reunião com a Ministra da Cultura, pra fazer lobby em favor da empresa Vale do Rio Doce, que deseja construir um porto e destruir a majestosa paisagem do Encontro das Águas dos Rios Negro e Solimões. O pintor Moacyr de Andrade, foi agraciado com a compra generosa pela Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas de um de seus quadros intitulado “Paisagem Amazônica”.

Parece um contrassenso, mas, é usando seu talento, pintando as paisagens da Amazônia, que o renomado pintor ganhou fama e dinheiro, agora ele - Moacyr, o Deputado “xaropinho” a Secretária Nádia, desejam destruir a nossa mais bela paisagem Amazônica – o Encontro das Aguas.

Coincidência ou não, essa aquisição da Assembleia, soa como indícios de compensação pela companhia que o pintor fez a sua Excelência o Líder do Vice Governador, para servir de paisagem frente a Ministra da Cultura.

Confira abaixo, a matéria publicada do dia 14 em A Critica /04/2011:

ALE/AM compra quadro de R$ 20 mil do artista plástico Moacir Andrade

A tela “Paisagem Amazônica” ornamenta o hall do subsolo do auditório da ALE

A CRÍTICA
(Evandro Seixas )



A tela “Paisagem Amazônica” ornamenta o hall do subsolo do auditório da ALE

Enquanto o Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM) está de pires na mão atrás de verbas no Governo do Estado, a Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) se dá ao luxo de pagar R$ 20 mil por um quadro do artista plástico Moacir Andrade.

A tela, intitulada “Paisagem Amazônica”, ornamenta o hall do subsolo do auditório da ALE-AM. Mede dois metros de largura por um metro e sessenta de altura. De acrílico sobre tela, foi adquirida em 2009. A dispensa de licitação para pagamento da obra de arte foi publicada na edição do Diário Oficial do Estado (DOE) Alinhar à direitada última terça-feira. A Mesa Diretora autorizou o pagamento com base em parecer de sua Procuradoria. Técnicos da Secretaria Estadual de Cultura avaliaram a obra.

A dispensa de licitação foi assinada pelo diretor-geral Wander Mota e confirmada pelo presidente da ALE-AM, deputado Ricardo Nicolau (PRP).

O decreto diz que a coordenadoria de Cultura da Casa Legislativa desenvolve o projeto Moacir Andrade.

A condição financeira do Poder Legislativo do Amazonas contrasta com a do Poder Judiciário. Com um deficit de R$ 400 milhões, o TJ-AM ameaça fechar 36 comarcas no interior. Para manter unidades nos 62 municípios do Amazonas, a Corte tem orçamento de R$ 358,8 milhões. Possui 1,7 servidores, 148 juízes e 19 desembargadores. A ALE-AM não tem unidade no interior. Mantém cerca de dois mil servidores e 24 deputados. O seu orçamento para 2011 é R$ 190,9 milhões.

Wander Mota explicou que a tela foi oferecida à ALE-AM, na gestão do deputado Belarmino Lins (PMDB), em um evento de homenagem aos artistas. Moacir Andrade pediu R$ 50 mil pelo quadro. A SEC avaliou em R$ 30 mil. “A gente pechinchou e saiu por R$ 20 mil”, disse Mota.

Fonte: 25http://acritica.uol.com.br/manaus/ALEAM-artista-plastico-Moacir-Andrade_0_4654166.html
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

2 comentários:

Anônimo disse...

eu tenho um quadro com nome de moacir andrade o nome e amazonas 1988
como faço pra saber se ele e original ou não
me responda pelo email
wgt_d3@live.com
( o email e da hot mail)

runyoga disse...

É simples . Tem uma galeria na rua Luis Antony. O Sr. José. Carlos conhece bastante da obra do pintor em todas as fases.

Postar um comentário