domingo, 10 de abril de 2011

Amazônia S/A

0 comentários
O mar do mês de abril anda agitado
por Rogerio de Almeida

Mês de abril. Dias de chuva na Amazônia, o Pará soma mais um ano do Massacre do Eldorado sem nenhum envolvido preso, e com o PSDB na “direção” do estado que mais matou trabalhadores rurais no país.

Mês de abril era praxe sem terra em Brasília. Esses dias quem ocupou a capital foram os ruralistas capitaneados pelo Ronaldo Caiado de saias, a senadora xiita Kátia Abreu (DEM\TO).

A missão: apoiar o comunista Aldo Rebelo (PC do B) que afrouxa os nós do Código Florestal para facilitar a vida do capital.

Mês de abril, sinal dos tempos? Tem até radical do Psol acusado de ter sido apoiado por grandes corporações...

Mês de abril, nos meios de comunicação ácida disputa sobre os pontos de vista sobre Belo Monte. Uma TV da capital fez uma beleza de edição de matéria visando sacanear com os índios. O motivo foi a recomendação da Organização dos Estados Americanos (OEA) pela suspensão do projeto.

A emissora para tratar do assunto colocou imagens de um funcionário do governo federal, que após atiçar a ira das populações locais numa audiência no município de Altamira, teve o braço arranhado por um facão.

Mês de abril mal começou, e tão animado......


0 comentários:

Postar um comentário