domingo, 3 de abril de 2011

Pistoleiros ameaçam e matam no interior da Amazônia

0 comentários
Tráfico de madeira e falta de proteção do Estado deixam população à mercê de criminosos

Do R7
Há quatro décadas, a rodovia Transamazônica cortou o Estado do Pará levando algum desenvolvimento e muita criminalidade ao coração da floresta. A região é aterrorizada por pistoleiros, que matam por pouco dinheiro quem desafia a rede de criminalidade que impera na região.

O tráfico de madeira e o desflorestamento guiam a criminalidade. O Pará é o Estado que mais desmata em todo o país. E é também um dos locais de maior criminalidade. No ano passado, 3710 km² de floresta vieram ao chão.

Segundo moradores ouvidos pela reportagem, por R$ 500 é possível contratar um pistoleiro.

Pelo menos 100 pessoas recebem proteção policial no Estado, mas pelo menos 300 estão marcadas para morrer, pelas mais diversas razões.

Veja a reportagem da Rede Record.

0 comentários:

Postar um comentário