sábado, 26 de novembro de 2011

Bolsonaro X Dilma e a Comissão de Ética Heterossexual!

0 comentários
Deputado Jair Bolsonaro desafia a Presidente Dilma
“- Não temo, sabe por quê? Pode anotar aí. Porque a maioria dos deputados e a maioria do Conselho é heterossexual e defende a família.”
- Deputado Jair Bolsonaro  PP/RJ

No dia 29 de junho de 2011, o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara votou a representação contra Bolsonaro, feita pelo PSOL, que pedia a cassação do seu mandato em razão da declaração que fez no CQC. Mas, mesmo diante da pressão de toda a comunidade LGBT brasileira, os deputados rejeitaram o processo. Foram dez votos contrários ao relatório, sete a favor e cinco ausências na votação, que acabou fortalecendo as idéias de Jair Bolsonaro.

"A luta continua. [A rejeição do processo] Me deu mais força ainda. Estou no caminho certo. Não posso admitir o fundamentalismo homossexual, a apologia ao homossexualismo nas escolas. A guerra vai aumentar", disse, em entrevista concedida ao G1. Já o seu filho, o vereador carioca Carlos Bolsonaro (PP-RJ), comemorou...

Na quinta-feira passada, 24/11/2011, ao questionar a sexualidade da presidente Dilma Rousseff em discurso no plenário Câmara Federal. Bolsonaro fez a seguinte afirmação: “O kit gay não foi sepultado ainda. Dilma Rousseff, pare de mentir. Se gosta de homossexual, assume. Se o teu negócio é amor com homossexual, assuma. Mas não deixe que essa covardia entre nas escolas de 1º grau”, afirmou.

O líder do PT na Câmara, Paulo Teixeira (SP), anunciou que o partido vai acionar o Conselho de Ética da Casa contra o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ).

“O PT vai entrar com uma ação contra o Bolsonaro no Conselho no início da próxima semana. Nós achamos que ele feriu o decoro parlamentar. O fato dele ser reincidente é um agravante”, afirmou Teixeira.

O que todas as pessoas de bem deste pai esperam de seus Parlamentares é uma postura respeitosa e realmente ética, o Deputado Blsonaro, vem impunemente, tripudiando e agredindo as pessoas, outros Parlamentares, Senadoras e agora a Presidente da Republica.

Para justificar sua impunidade, invoca o Decoro Parlamentar e a Constituição Federal que segundo o Deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS) “acima do Código de Ética vem a Constituição, que diz que os parlamentares são invioláveis, civil e penalmente, por opiniões, palavras e votos.”

O PSOL autor do requerimento rejeitado pela maioria do Conselho de ética da Câmara, naquela ocasião manifestou sua preocupação com a dimensão da euforia com que o Deputado Bolsonaro, celebrou o resultado da votação, alertou que tal decisão só fortalecia a impunidade do Deputado.

Na ocasião o Deputado Jean Wyllys, comentou que a ‘Decisão é perigosa’. “O Deputado do PSOL, a decisão do conselho em livrar Bolsonaro de um processo administrativo é perigosa porque irá incentivar manifestações parecidas contra homossexuais. “Acho uma decisão perigosa, porque se o deputado Bolsonaro já violava explicitamente e despudoradamente a dignidade da pessoa humana de homossexuais e de negros, agora ele vai deitar e rolar. De negros ele até recuou, porque sabe que existe uma lei que criminaliza o racismo. Ele recuou dos ataques aos negros para investir pesadamente nos ataques aos homossexuais”, afirmou Wyllys.Questionado se o conselho havia sido conservador, Wyllys lembrou a reação do próprio Bolsonaro ao receber a decisão. “O deputado Jair Bolsonaro, quando recebeu o resultado, sorriu e falou assim: ‘Não esperava outro resultado, afinal, a maioria do conselho é hétero’.”

Agora a vitima dos insultos de Bolsonaro foi a Presidente Dilma do PT. O líder do PT na Câmara Federal, já anunciou que vão pedira a cassação do malfazejo parlamentar. Esse Partido que já ajudou na absolvição de outros canalhas da política brasileira como os Mensaleiros, Renan Calheiros, José Sarney, Jaqueline Roriz... E, o próprio Bolsonaro. Esperamos que o PT, nesse seu surto de ética em favor da Presidente Dilma, fundamente seu pedido contradizendo toda suas jurisprudências indecorosas que até aqui nortearam as decisões da famigerada Comissão de Ética Heterossexual e ‘heterocorrupção’!

0 comentários:

Postar um comentário