terça-feira, 1 de novembro de 2011

Carta a um amigo que será obrigado a se exilar do Brasil (espero que por pouco tempo)

0 comentários
Leon Diniz

A Maldita Ditadura Militar começou em 1964 e terminou em...

Deputado Marcelo Freixo-PSOL/RJ, o amigo obrigado a se exilar!

Em 1979 aconteceu a tal da Anistia (ampla, geral e irrestrita) quem lutou contra o golpe foi anistiado, quem torturou e matou, pode agora viver sem culpas.

Em 1984, poderíamos eleger finalmente um presidente, não estávamos "prontos" ainda, vamos de Tancredo e Sarney - nenhum perigo ao antigo/novo regime.

De 1984 à 1989, saí do eu e comecei a participar do nós, entrei para Agronomia na UFRRJ e saí, entrei para o falecido curso de Geografia na UFRJ, entrei para o falecido PT, ajudei, assim como outros milhares, a construção do programa da candidatura do falecido Lula. Nesses anos fui militar na UFF e conheci esse amigo-Durante quase duas décadas: cada um foi para o seu canto.

Num belo Domingo é dia de Cinema nos reencontramos e combinamos com um monte de gente que mais gente deveria participar daqueles momentos, ele seria candidato, ouviria coisas do tipo " vcs são todos iguais" ou ainda "e aí já se arrumou?", "ganham muito e não fazem porra nenhuma", resolvemos encarar essa, algumas bandeiras antigas e ultrapassadas (para alguns), cada fala do cara deixava nossos olhos marejados (e os dele também) não é o nosso líder, era e é um cara que passou muito tempo junto aos mais fodidos na "nossa sociedade". Direitos humanos é só para bandidos? vomitavam (e vomitam) contra nós, o mandato começou, do discurso passamos à pratica. Milícias não são um mal menor, a Globo fez uma Novela onde o Antonio Fagundes era o Chefe miliciano, uma repórter do O dia é presa pelos tais, agora é problema: CPI.

Um dia, no futebol ele diz: Não vou poder mais jogar com vcs a coisa tá complicada, não dá para fica por aí...

Domingos se passaram, debates, nova eleição, mais olhos marejados, mais ameaças, a ditadura acabou, os políticos são todos iguais, direitos humanos é para bandido, a vida continua.

Amigos, manteremos o nosso programa em movimento, volte logo, não é possível que o Estado que se diz de direito e democrático não consiga garantir a sua ou a vida de qq pessoa, a gente continua, até a volta, temos um a cidade para reconstruir para a maioria dos moradores dela...

0 comentários:

Postar um comentário