sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Sindicato dos Trabalhadores nas Industrias da Alimentação denuncia desigualdade na Jayoro

0 comentários
Colheita de Cana na Jatoro

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação do Estado do Amazonas – SINTAM, através de seu diretor financeiro José Ferreira Lima, esteve ontem 01 de dezembro de 2011 em Presidente Figueiredo, para homologar mais de trinta rescisões de contrato de trabalho de ex-funcionários da empresa Agropecuária Jayoro. 

Segundo o dirigente do Sindicato, foi constatado que a empresa não vem cumprindo corretamente a Cláusula do Acordo Coletivo de Trabalho referente as condições de alimentação, conforme o relato dos trabalhadores, a comida servida está de péssima qualidade e quantidade insuficiente, para justificar, afirmam que a comida tem chegado nas frentes de trabalho com sinais de putrefação (azeda), as denuncias não param por ai, os trabalhadores ainda reclamam da discriminação praticada pela Jayoro, que só concede Plano de Saúde aos Diretores, Gerentes e cargos de Chefia, já os outros trabalhadores da empresa, estão totalmente desassistidos no que se refere a saúde. 

José Lima destaca que o Sindicato, entregou a Pauta de Reivindicação a Direção da empresa no mês passado, acontece que até a presente data a empresa não se posicionou num total desrespeito ao pleito da categoria. 

Para José Lima, os salários pagos aos trabalhadores da Jayoro, é o menor do País, enquanto os trabalhadores do setor ganha em São Paulo um Piso Salarial de R$ 900,00 em maio deste ano, os trabalhador da Jayoro ganham hoje apenas R$ 572,00, isso é uma discrepância!  Outra diferença está nas horas extras, em São Paulo a hora extra em dias normais é de 80%, na Jayoro é apenas 50%, José afirma ainda que a Participação nos Lucros e Resultados – PLR em São Paulo, é de R$ 711,72  (setecentos e onze reais e setenta e dois centavos) no mínimo e o máximo é de R$ 1422,36 (hum mil quatrocentos e vinte e dois reais e trinta e seis centavos) a Jayoro se recusa a discutir a possibilidade de conceder esse beneficio, são muitas as diferenças, como Auxilio creche, Auxilio Funeral, Auxilio ao Filho Excepcional. Presidente Figueiredo fica a 100 km de Manaus(AM) por ser uma cidade considerada como destino turístico, o custo de vida é muito inflacionado, isso implica em mais perdas para os Trabalhadores da Jayoro, concluiu o Dirigente do SINTAM.
   

0 comentários:

Postar um comentário