segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Carta aberta ao meu Javali preferido

0 comentários

Escrevo está crônica da biblioteca da minha casa com os pensamentos voltados para meu Javali preferido. Caros leitores, o que foi que nos aconteceu? Será que ficamos burros? Estamos diante de um governo que desmantelou as instituições, que desmoralizou que é fato. Estamos diante de acontecimentos inexplicáveis. Toda a verdade já veio a público. Todos os crimes estão prestes a serem provados. Todas as mentiras já foram desmascaradas. Tudo já aconteceu em nosso Município. A verdade está em nossa frente.


Claro que sempre houve corrupção no sistema política em Juruti, porém com a vitória do Prefeito Henrique Costa os companheiros instituirão a corrupção dentro das instituições pública. O próprio Prefeito já veio a público dizer que houve desvio de dinheiro na Secretária de Educação. Nunca na história política do nosso município a verdade foi tão exposta à nossa frente, no entanto, a população continua acreditando nos lacaios, nos arrombadores de cofre que continuam administrando nossa cidade.


Os fatos reais estão na nossa frente: com a eleição de Henrique Costa, uma quadrilha instituída se enfiou no governo e desviou milhões de dinheiro público para torrar em mansões, iates, carros de luxos e festas regradas a vinho escocês. Os corruptos são todos conhecidos, os cheques assinados, as provas irrefutáveis, mas o governo psicopata de Henrique Costa nega tudo. Questionado sobre os desmandos com o dinheiro público os companheiros fogem do debate. Eles são sempre inocentes ou vítimas. Nobre amigo leitor, quem te compra, também de vende.


O pior é que o Henrique Costa, amparado por Ana Julia e o mensaleiro do Paulo Rocha, consegue transformar a Razão em vilã, as provas contra ele em acusações falsas, sua condição de cúmplice e comandante em vítima. E a população engole tudo paciente.


Como é possível isso meus amigos? Vou explicar passo a passo como isso funciona. É Simples: o Judiciário entoca todos os crimes na fortaleza da lentidão e da impunidade. Os delitos são esquecidos, empacotados, prescrevem. Os Jornalistas e formadores de opinião sentem-se inúteis, pois a indignação ficou supérflua. O que dizemos não se escreve tudo quebra diante do poder da corrupção desse governo. Sei que esta vai ser mais uma crônica inútil, mas como formador de opinião tenho o dever de escrevê-la.


Deprimo-me em escrever essas crônicas, porque esses lacaios têm família que não merecem ser expostos pelos desvios de conduta deles. Porém não tem outro jeito à verdade tem que ser dita, doe a quem doer. Assim vamos vivendo por sorte do caso há mais de sete anos sem governo algum, apenas vogando ao vento da bonança financeira da ALCOO.


Alex Mendes – Editor do Jornal Lucta Social

LEIA MAIS...

Belo Monte atrairá 100 mil pessoas, sem cumprir condicionantes

0 comentários

A decisão do Ibama que autorizou o início da construção da usina de Belo Monte, no Rio Xingu, deverá gerar uma nova ação judicial. No mês de novembro, o Ministério Público Federal (MPF) no Pará recomendou que nenhuma licença fosse concedida até que as condicionantes fossem cumpridas. O custo dessas contrapartidas está avaliado em R$ 1,5 bilhão.


O procurador da República no estado, Ubiratan Cazetta, alerta que é preciso preparar a região de Altamira para receber aproximadamente 100 mil pessoas que serão atraídas pela obra.


“Isso significa dobrar o tamanho daquela região, que hoje já tem um problema muito sério nas políticas públicas de saúde, educação, segurança pública, no combate à prostituição infantil e prostituição de um modo geral. O que estamos cobrando objetivamente é que as condicionantes que dizem respeito a toda essa preparação social – não só ela, mas especialmente ela – tenham sido efetivamente cumpridas.”

Pelo menos oito mil pessoas já se instalaram em Altamira, desde o anúncio da licença prévia, no início de 2010. Segundo Cazetta, os recursos para conter os impactos sociais ainda não foram definidos.


“Hoje não se sabe quanto de recurso estaria disponível, de onde viria esse recurso, se é que ele existe. Toda vez que se fala em financiamento da obra, fala-se exclusivamente daquilo que diz respeito à parte de engenharia, à parte de construção, mas nada voltado a essas medidas compensatórias para evitar que a situação daquela região fique pior do que ela já é.”


A hidrelétrica de Belo Monte vai ser construída pelo consórcio Norte Energia e será a terceira maior do mundo. O leilão de concessão da usina foi suspenso diversas vezes, devido a inúmeras irregularidades no licenciamento ambiental.

LEIA MAIS...

ALCOA INVADE "O ESPELHO DA LUA" DAS AMAZONAS

1 comentários
A grita é geral. A Alcoa que já provocou tamanha desordem ambiental na região de Juruti, no Estado do Pará, resolveu expandir também sua propecção mineral para o município de Nhamundá, situado a 383 km de Manaus, por via aérea. O fato é que, assim como a mineradora Vale do Rio Doce quer privatizar o Encontro das Águas por meio de seus "laranjas" no Amazonas, construindo um Porto na parte frontal desse monumento, que muito significa para os amazonenses, a Alcoa, segundo comunicação abaixo, também partiu para o ataque, invadindo o Espelho da Lua das Amazonas e o seu em torno. Belo monumento natural, cultural e histórico do povo do Amazonas que serve de armadura para o imaginário das representações de nossa etnohistória. É assim mesmo, eles começam roubando as flores e depois se apropriam do jardim que é a nossa Amazônia. Filhos das Amazonas e seus amantes, como bem diria Darcy Ribeiro, o que faremos? - reinará a indiferença e a omissão criminosa entre nós ou iremos nos manifestar, entrando em contato com o nosso interlocutor e mobilizando forças para barrar mais esse criminoso ato contra o nosso patrimônio e a nossa história. Vamos nessa, é hora do berro.

Nhamundá, 30 de janeiro de 2011.

Amigo Ademir Ramos: É com muita honra que cumprimento Vossa Senhoria e com o presente venho respeitosamente solicitar um pedido muito especial.Trata-se, prezado amigo, da SERRA DO ESPELHO DA LUA. Como o senhor é um dos conhecedores, a área faz parte da história do município de Nhamundá e, por conseguinte do Estado do Amazonas. Diz um velho e cansado slogan, “Aqui começa o Amazonas”. Ocorre que, ao que tudo indica a empresa Alcoa do Brasil, e ou/ a sucessora “invadiu” a Serra, precisamente o Topo, derrubaram árvores centenárias, e construíram um casebre de alvenaria e uma Torre com aproximadamente 40 metros de altura.

Tal ação agride e destrói um dos patrimônios que vem desde a época de Francisco de Orellana, e se não tomarmos providências no sentido de pararem o uso indevido, como uma estação de rádio, o patrimônio que é de todos os amazonenses passará a ser de propriedade do mega-grupo mineiro.

Por favor, me ajude. Me oriente sobre quais as providencias que eu preciso fazer para lhe fornecer dados sobre esse crime contra o meio ambiente. Corre a boca pequena, na sede municipal que, os empresários pretendem construir um “parque ecológico”, porém, tal pretensão é uma maneira de se burlar a legislação e continuarem o desmatamento na serra. Ainda no sábado passado, estiveram filmando o Lago do Espelho da Lua, não sei a que título. Muito respeitosamente,

LISON COSTA.
Para contato: 092-9130-8292. MSN/email.lisoncosta@hotmail.com
LEIA MAIS...

Utilidade Pública

0 comentários
Atenção para essas quatro informações úteis, que as instituições, como manda a tradição brasileira, não divulgam!!!

QUATRO IMPORTANTES E UTEIS INFORMAÇÕES.
LEIA E DIVULGUE!

IMPORTANTE :

1. Quem quiser tirar uma cópia da certidão de nascimento, ou de casamento, não precisa mais ir até um cartório, pegar senha e esperar um tempão na fila.
O cartório eletrônico, já está no ar!www..cartorio24horas.com.br

Nele você resolve essas (e outras) burocracias, 24 horas por dia, on-line. Cópias de certidões de óbitos, imóveis, e protestos também podem ser solicitados pela internet.
Para pagar é preciso imprimir um boleto bancário. Depois, o documento chega por Sedex.

Passe para todo mundo, que este é um serviço da maior importância.

2. DIVULGUE. É IMPORTANTE: AUXÍLIO À LISTA
Telefone 102... não!
Agora é: 08002800102
Vejam só como não somos avisados das coisas que realmente são
importantes...


NA CONSULTA AO 102, PAGAMOS R$ 1,20 PELO SERVIÇO.
SÓ QUE A TELEFÔNICA NÃO AVISA QUE EXISTE UM SERVIÇO
VERDADEIRAMENTE GRATUITO.

Não custa divulgar para mais gente ficar sabendo.

3. Importante: Documentos roubados - BO (boletim de occorrência) dá gratuidade - Lei 3.051/98 - VOCÊ SABIA???

Acho que grande parte da população não sabe, é que a Lei 3.051/98 que nos dá o direito de em caso de roubo ou furto (mediante a apresentação do Boletim de Ocorrência), gratuidadena emissão da 2ª via de tais documentos como:
Habilitação (R$ 42,97);
Identidade (R$ 32,65);
Licenciamento Anual de Veículo (R$ 34,11).

Para conseguir a gratuidade, basta levar uma cópia (não precisa ser autenticada) do Boletim de Ocorrência e o original ao Detran p/ Habilitação e Licenciamento e outra cópia à um posto do IFP..

MULTA DE TRANSITO : essa você não sabia

No caso de multa por infração leve ou média, se você não foi multado pelo mesmo motivo nos últimos 12 meses, não precisa pagar multa. É só ir ao DETRAN e pedir o formulário para converter a infração em advertência com base no Art. 267 do CTB. Levar Xerox da carteira de motorista e a notificação da multa.. Em 30 dias você recebe pelo correio a advertência por escrito. Perde os pontos, mas não paga nada.

Código de Trânsito Brasileiro
Art. 267 - Poderá ser imposta a penalidade de advertência por escrito à infração de natureza leve ou média, passível de ser punida com multa, não sendo reincidente o infrator, na mesma infração, nos últimos doze meses, quando a autoridade, considerando o prontuário do infrator, entender esta providência como mais educativa.

DIVULGUEM PARA O MAIOR NÚMERO DE PESSOAS POSSÍVEL. VAMOS ACABAR COM A INDÚSTRIA DA MULTA!!!!

Não guarde essa informação só para si.........


LEIA MAIS...

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Belo Monte: IBAMA autoriza início das obras da polêmica hidrelétrica!

0 comentários
O Brasil não aprendeu nada com o desastre do Rio de Janeiro, e dá inicio à construção de mega hidrelétrica no coração da Amazônia.


Depois da demissão do presidente do Ibama, na semana passada, agora seu substituto concedeu a tão esperada, pelo governo, Licença prévia para instalação do canteiro de obras da Usina Hidrelétrica de Belo Monte.

Fragmentar a licença, era a estratégia que o governo vinha considerando para começar as obras mesmo sem ter cumprido as exigências que o próprio Ibama havia feito para autorizar a construção.

O Ministério Público Federal havia recomendado ao antigo presidente do Ibama, Abelardo Bayma, que se demitiu por não suportar as preções do Ministro Edson Lobão, das Minas e Energia, a não emitir “qualquer licença, em especial a de Instalação, prévia ou definitiva, enquanto as questões relativas às condicionantes da Licença Prévia 342/2010 não fossem definitivamente resolvidas de acordo com o previsto”.
A licença parcial foi assinada hoje pelo presidente substituto do Ibama, Américo Ribeiro Tunes, e autoriza a construção de canteiros, acampamentos e abertura estradas de acesso ao local da obra.
“Ao conceder licença para a instalação física da obra sem o cumprimento das condicionantes o Ibama está colocando a região em alto risco social e ambiental. Não houve nenhuma preparação estrutural para receber operários e máquinas e, muito menos, para a população que será atraída pelo empreendimento”, declarou o procurador da República no Pará, Ubiratan Cazetta.
Um mês após o envio da recomendação, em dezembro do ano passado, uma vistoria técnica do MPF na região da usina constatou que algumas das condicionantes previstas pelo Ibama na licença prévia não estavam sendo cumpridas.

Assim, vemos que o governo brasileiro demonstra que não aprendeu nada com a tragédia que se abateu sobre Estados do sudeste, neste primeiro mês do ano. As declarações e as juras da Presidente Dilma de respeito ao meio ambiente, feitas ao visitar as regiões do desastre do Rio de Janeiro, eram falsas e tinham intenções meramente propagandísticas.

Por: Rosalvo Salgueiro

Postado por SERPAJ-Brasil
LEIA MAIS...

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

A Praça Castro Alves é do povo e a São Sebastião é do Berinho

0 comentários
Por muitos anos o Frei Fugêncio reinou absoluto no comando da Praça São Sebastião, mas ai veio o Secretário vitalício da Cultura do Estado do Amazonas Robério Braga, numa operação arrojada, mandou importar paralelepípedos das lhas Caimãs, uma espécie rara feito de pedra puma é a mesma que as manicure usam para afinar os pés das senhoras e rapazes nos estúdios de beleza. Pois é, esse material custou uma fortuna! Sem contabilizar os por fora, o Tribunal de contas do Estado, sob o comando do ex-Secretário de Segurança, aprovou sem rodeios os custos da obra que foi uma porrada de milhões. Foi ai que inteligentemente o Berínho como é popularmente chamado o Secretário, privatizou aquele espaço, onde Lideres importantes da nossa Cidade como: Ribeiro Junior, Evandro Carreira, Fábio Lucena... Verberaram a Liberdade com "L" garrafal! Pois sim, amigo leitor. O Secretário Berinho não permite mais que o Frei Fugêncio realize ali naquele espaço onde ficam os Saveiros com proas imponente, Monumento Símbolo da abertura dos portos, a mais antiga e popular expressão cultural da Praça - O Arraial de São Sebastião. Segundo fontes de dentro da Secretaria do Berrinho, existe a vontade do Vitalício Secretário de da mesma forma, não mais permitir que a popular Banda da Bica, realize ali seu evento de carnaval! Com a palavra os lideres do Divino e do Profano.
LEIA MAIS...

Salário Mínimo vira novela

0 comentários
Com as Centrais Sindicais principais interlocutoras do Movimento Sindicais dispersas da realidade dos Trabalhadores brasileiros, principalmente quando fazem um papel de escudo da política salarial nefasta do Governo Federal, ganha força no parlamento a proposta do Ministro da Fazenda de elevar o Salário Mínimo para misérrimos R$ 545,OO a partir de fevereiro do corrente ano. Enquanto as Centrais Sindicais fazem um jogo de faz de contas, os Deputados e Senadores se presenteiam com um dos mais gordos Salários da República da rapina, onde os que fazem as leis só beneficiam os ricos e poderosos e a eles próprios, tratando o salário dos Trabalhadores apenas como problema e sem solução! Isso permite que o Líder do Governo Deputado Cândido Vaccarezza - PT/SP, defenda a manutenção da política de migalhas para o Salário Mínimo, abaixo a posição do Deputado.


Vaccarezza considera arriscado mudar política de reajuste do Mínimo

BRASÍLIA - O líder do governo na Câmara, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), classifica como arriscada a proposta de substituir a política de valorização do mínimo em vigor por negociações anuais de reajuste. Nos últimos anos, o reajuste foi calculado com base na variação do PIB dos dois anos anteriores mais a inflação do ano anterior. O projeto de lei para tornar essa política fixa até 2023 aguarda votação no plenário da Câmara. (Qual seria o valor mais adequado para o salário mínimo? Vote )


- Qual a importância dessa política? Dar previsibilidade para a sociedade. As pessoas, as prefeituras e as empresas que pagam salário mínimo já sabem para quanto vai o salário mínimo de 2012. E o mercado, a economia se prepara para esses reajuste. E os trabalhadores que ganham salário mínimo também sabem que até 2023 vão ter ganho real de salário. Se você trocar essa política por reajuste ano a ano, só quem vai perder são aqueles que ganham salário mínimo - argumenta o deputado.


Fonte: globo.com

LEIA MAIS...

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Trabalhadores da Jayoro aguardam resposta da Empresa para o Acordo Coletivo de Trabalho 2011

0 comentários
Com data-base em 1º de janeiro, os trabalhadores da Agropecuária Jayro em Presidente Figueiredo - Amazonas, empresa subsidiada pela Coca-cola, estão aguardando resposta da Direção da mesma para avaliarem a possibilidade de celebrarem o Acordo Coletivo de Trabalho para 2011. Dentre outras, os Trabalhadores reivindicam: reajuste de 100% do INPC do período, mais aumento real de 5%, piso salarial de R$ 626, 40 (seiscentos e vinte e seis reais e quarenta centavos). Em dezembro de 2010 houve uma reunião de negociação entre a Direção da Jayoro, a Comissão de Trabalhadores e a Direção do Sindicato da Categoria, nas Cláusulas relacionadas a empresa apresentou contraproposta de reajustar os salários em 6,08%, zero de aumento real e piso salarial de R$ 567,00 (quinhentos e sessenta e sete reais). Os Trabalhadores reunidos em Assembléia, rejeitaram a contraproposta da empresa, mantiveram a proposta salarial e reformularam o resto da proposta. Até a presente data, não houve nenhuma manifestação da Direção da Jayoro, com silencio da empresa e com a chegada do final do mês de janeiro, os trabalhadores pretendem dar inicio a uma mobilização visando a garantir suas reivindicações, segundo eles, a safra do ano passado foi uma das melhores de todos os tempos, isso possibilita uma compensação por parte da empresa assegurando um salário mais decente para seus empregados.
LEIA MAIS...

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Nova Cidade e a Omissão do Secretário da SEMMAS

3 comentários

Quando o Poder Público é Cúmplice do Descaso!


A Secretária Municipal do Meio Ambiente de Manaus – SEMMAS, através do Secrtário Marcelo Dutra (foto), há tempos vem se comportando como verdadeiro escudo de empresas que praticam crimes conta o Meio Ambiente, foi assim no caso Corredor do Mindú, onde ela foi cúmplice da construtora Direcional na degradação daquela área e está sendo da mesma forma omissa no caso da Estação de Tratamento de Efluentes da Águas do Amazonas que se encontra abandonada e sem funcionar por muito tempo, no Nova Cidade, enquanto isso, os dejetos estão sendo jogados no leito do Igarapé do Passarinho, como denunciam os moradores do Conjunto. Enquanto o Prefeito Amazonino é acusado ter vendido a COSAMA por preço de salário mínimo e beneficiado a empresa compradora, parece que essa prática se confirma com a omissão do seu Secretário Dutra do Meio Ambiente, fazendo vista grossa aos problemas causados pela águas do Amazonas, que propositalmente, desativa essa importante Estação. Vejam a situação deplorável daquilo que deveria ser um dos principais instrumentos de prevenção a doenças como Dengue, Leptospirose, Difteria, verminoses...


Fiquem atentos para os detalhe capital, em frente a estação se ouve um som mas é apenas de compressores... Falsa impressão de funcionamento, na verdade o sistema de tratamento está desativado!



Foto 3296. Decantador fonte de mal cheiro. lixo solido presente mostra que foi removida uma peneira estática que existia ( crivos de 0,5 mm)

Foto 3292. Mostra a tubulação (cortada) por onde passaria o esgoto tratado seguindo para um sistema de filtros de lodo. para daí ser descartado

Foto 3293. Tanque (leito mável) aqui chegaria o ar que vem dos compressores ( nota-se a água parada).

Foto 3289. Filtro de lodo, seco, nota-se apenas ao fundo "Polímeros da borracha"

LEIA MAIS...

Sindicalismo Revolucionário

0 comentários

Anarco-Sindicalismo

(Do livro Socialismo e Sindicalismo no Brasil, Edgar Rodrigues)



O que se entendia por anarco-sindicalismo, ou sindicalismo revolucionário? Já bem antes do Congresso de 1906, as associações de classe principiavam a definir seus métodos de luta e suas ideologias. Muitos eram os pensadores que definiam a doutrina do movimento operário em todo o mundo. O movimento operário do Brasil, não era só integrado por militantes de diversos países, que aqui viviam e trabalhavam, mas também mantinha intercâmbio de idéias e de imprensa, principalmente com os países da América Latina e da Europa. As Federações Operárias do Brasil tinham vínculos e filiações nacionais e internacionais, através da A.I.T (Associação Internacional dos Trabalhadores) com sede na França.


O anarco-sindicalismo era, portanto, uma idéia universal com características de solidariedade humana.


Vejamos como seus militantes da época o definiam:

“O sindicalismo é uma doutrina e um método de luta”1.”É um movimento que agrupa, por meio de associações (locais, industriais, regionais, federais, nacionais e internacionais), os trabalhadores, visando a defesa comum dos seus interesses imediatos e futuros, materiais e morais, profissionais, intelectuais e sociais. Dentro do sistema que preconiza, figuram em primeiro lugar a transformação da sociedade e a abolição das classes. O sindicalismo possui como bases morais, a solidariedade e o auxílio mútuo. Propugna a unidade humana, a colaboração intrínseca dos trabalhadores manuais e intelectuais, formando uma só família universal”2.


A ação direta é a sua principal característica, como meio para levar a bom termo os seus fins, quais sejam: abolição do salariato, o desaparecimento do patronato, da propriedade privada e do Estado. O Sindicalismo Revolucionário preconiza a fusão de três grandes e importantes fatores da vida humana: mão-de-obra, técnica e ciência. É um sistema associativo que caminha para completa emancipação dos trabalhadores, suprimindo o patronato pela ação direta expropriadora e o advento da sociedade futura3.


O lema sindicalista, emana da primeira Associação Internacional dos Trabalhadores (A.I.T.), nascida no Congresso de Genebra, de 3 a 8 de setembro de 1866, é o seguinte: “A emancipação dos trabalhadores deve ser obra dos próprios trabalhadores” e concluia: “Não mais deveres sem direitos, não mais direitos sem deveres”4.


Este raciocínio de ligar “direitos” com “deveres” é a grande lógica do sindicalismo revolucionário que não admitia o parasita operário nem o parasita patrão.


Segundo as linhas mestras traçadas pela “C.N.T” espanhola, (Confederação Nacional do Trabalho) o Sindicalismo é antes de tudo “um método de luta para liquidar o Capitalismo e o Estado”, Estado que segundo a opinião dos seus militantes “... é, por natureza um órgão de opressão, de corrupção e de privilégios”5.


O sindicalismo revolucionário é um movimento e uma agrupação ou agrupações espontâneas, cujas determinantes principais são a desigualdade social e a consciência de classes. Na própria Rússia, e isso se verificou:


“Desde as grandes greves dos operários têxteis, de Petersburgo, em 1895 e 1896, até a greve geral revolucionária de outubro de 1905, foi como que um sindicalismo ESPONTANEO que formou o mais poderoso elemento revolucionário na Rússia. E, apesar de tudo que depois se passou, é a greve de 1905 que ficou sendo a fonte de energia de tudo que se levantou contra o Czarismo”6.


O sindicalismo revolucionário não é apenas proletário, é também socialista revolucionário e alimenta sentimentos indomáveis da liberdade7. É um permanente opositor à aceitação passiva do estado de miséria e de opressão, da sujeição a uma educação mentirosa8


O sindicalismo revolucionário ou anarco-sindicalismo, pode-ser-á resumir no seguinte: É uma realização prática e experimental das leis científicas da sociologia. O seu pleno desenvolvimento assegura-lhe uma vida social progressiva e perfectível de propriedade, de bem estar, de moral e de justiça. Cria nos indivíduos uma ideologia libertária e de solidariedade humanista universal. É a escola experimental da ideologia.


O sindicalismo, super-organismo social, atinge a plena vida de solidariedade natural, funcional, consciente e livre, e o indivíduo dentro do sindicalismo alcança o desenvolvimento integral e harmônico das suas múltiplas energias e da sua satisfação, das complexas e ilimitadas necessidades afetivas, intelectuais e sociais.


O sindicalismo comporta dentro de sua organização, todos os órgãos necessários à vida, e permite o aperfeiçoamento progressivo dentro da sociedade capaz de acompanhar o desenvolvimento da ciência e da técnica. Em seus quadros abriga órgãos de produção e de distribuição das utilidades e reguladores do consumo, estabelecendo o lema: de cada um segundo as suas capacidades e para cada um segundo as suas necessidades. Como organização social é completa e integral, quer para realizar e estruturar todas as instituições da sociedade futura: não precisa de órgãos estranhos ao meio sindical. Possui o que se poderia chamar de: Todos os meios para coordenar o bem-estar social.


O sindicalismo é uma unidade de resistência, de luta, o embrião da nova sociedade que se criou com a pressão natural das condições de vida, das necessidades econômicas, familiares, artisticas, cientificas e morais, da coordenação e da solidariedade humana. Cada grupo de necessidade carrega agregados naturais de criação, produção e distribuição.


O elemento mais simples no sindicalismo é o indivíduo humano – célula componente do tecido social. Esta toma diversos aspectos e adaptações – profissões e funções sociais – no instante em que contribui com as suas energias, capacidades e habilitações – cumprindo deveres para com a nova sociedade, forma o tecido da coletividade, cuja função é criar certa e determinada utilidade.


O sindicalismo é uma organização com base nas profissões – manifestações espontâneas de tendências, aptidões e indivíduos sociáveis – que tem os seguintes objetivos a realizar simultaneamente:


1º-Imediato e subjetivo – De defesa, de luta direta de classes e de expropriação do regime burguês;

2º-Mediato e objetivo – De preparação técnica, de educação social e cultural;

3º-Mediato e objetivo – De reconstrução social.


A organização sindicalista é essencialmente revolucionária, rejeita os princípios de ação política, tem meios para agir exclusivamente anti-políticos e anti-estatais; é alheia aos poderes governativos; é essencialmente pedagógica, cria em cada indivíduo um valor positivo, uma consciência social, uma capacidade reflexiva, técnica, administrativa, de gestão, uma força ativa, um caráter justo e solidário, um artista suficientemente capaz em todos os ramos da arte, e das ciências sociais; não aceita qualquer tipo de colaboracionismo nem reformista, todavia, admite o constante aperfeiçoamento, o progresso diário das melhorias de vida social conquistadas diretamente; como organização social futura, o sindicalismo eleva o trabalhador, tonifica-lhe a sentimentabilidade, educa-o integralmente, econômica, familiar, artística, científica, moral e juridicamente e cria-lhe um ideal que por si próprio tem um alto e profundo valor e ação pedagógica. Suas associações não são agrupações autoritárias, de coação, mas órgãos de educação moral pela ambiência, pelo princípio da tolerância, pelos métodos ensinados em suas escolas puramente racionalistas livres.


No sindicalismo, não existe distinção de raças, línguas, cores, nacionalidades, sexos ou idades9. O sindicalismo é universalista por excelência; E, nas linhas mestras sintetiza o conjunto da organização econômica, política e social de cada país.


1Do “Dicionário da Questão Social” - Raul Maia – Brasil.

2De “Os Sindicatos Operários e a Revolução Social” - Pierre Bernard – França.

3De “A Luta Sindicalista Revolucionária”, de Carlos Dias - Brasil

4De “El Proletariado Militante”, Anselmo Lourenço – Médico.

5De “La C.N.T. en La Revolucion Española”. Joosé Peirats - França

6De “Sindicalismo e Socialismo na Rússia”, Bóris Kritchewesky – Rússia.

7De “Sindicalismo e Revolução”, M. Pierrot – França.

8De “Sindicalismo e Socialismo”, Roberto Michels – Alemanha.

9“Confederação Geral do Trabalho”, Manoel Joaquim de Souza – Port.


LEIA MAIS...

Dengue: Exercito está visitando Casa no Ouro Verde - Coroado

0 comentários
O exercito brasileiro está neste momento visitando as residenciais do Loteamento Santa Rita no Ouro Verde - Coroado, o objetivo é identificar larvas do mosquito da Dengue, na semana passada duas adolescentes foram diagnosticadas com sintomas da dengue hemorrágica. na visita, os agentes estão orientando os moradores sobre a melhor forma de prevenir-se contra a Dengue e esclarecendo os sintomas da doença, esperamos que a população colabore com o sucesso dessa operação. É bom para todos, e a saúde agradece.
LEIA MAIS...

sábado, 22 de janeiro de 2011

Moradores da Nova Cidade denunciam Águas do Amazonas S/A e SEMMAS

0 comentários

Os moradores da Nova Cidade nos enviaram a denuncia abaixo, envolvendo a falta de manutenção da Estação de Tratamento de Efluentes que é de propriedade da empresa Águas do Amazonas. Denunciam também a Secretaria Municipal do Meio Ambiente – SEMMAS, por não tomar nenhuma providencia no sentido de fazer a empresa cumprir os termos do contrato de concessão que permite a cobrança todo mês de 80% do valor de consumo de água a titulo de Taxa de Esgoto, embora os mesmos já tenham protocolizado uma denuncia, o Secretário da pasta nada tem feito para fazer valer os direitos dos moradores. Com a palavra o Ministério Público!


Leia a Denuncia dos moradores


Gostaria que este texto abaixo fosse enviado para seus contatos, se possível com a recomendação de que eles reenviem para a caixa eletrônica da secretaria municipal do meio ambiente SEMMAS:

E-mail: ascom.semma@pmm.am.gov.br)


Para saber o descompromisso da tal Águas do Amazonas S/A, e da Secretaria Municipal do Meio Ambiente – SEMMAS, tomemos como exemplo uma E.T.E – Estação de Tratamento de Efluentes, que fica na Rua Panamá, numero 287, quadra 31, conjunto Nova Cidade, a estação está abandonada há no mínimo 3 anos, e é claro, todo o esgoto produzido por pelo menos 30 mil pessoas é lançado no igarapé do passarinho, junto também com o efluentes que é produzido no conjunto Francisca Mendes e nas 10 etapas do conjunto Galileia, é um golpe contra o meio ambiente e contra o consumidor que paga 80% de taxa de esgoto na conta de Água todo mês. Enquanto isto... Muita gente finge que não mora aqui. Esgoto não é paisagem! Existe uma denuncia na SEMMAS – protocolizado, sob o Numero 6160/2010 de 12 de agosto de 2010.


Informações E-mail: cleriston.rodrigues@hotmail.com


LEIA MAIS...