domingo, 25 de março de 2012

Coari: A impunidade que compensa!

3 comentários

Diz a máxima popular que “o crime não compensa”, em Coari a impunidade compensa e faz escola!

Prefeito Arnaldo Mitouso em visita ao então Pres. do TJ Domingos Chalub
Um Prefeito condenado por premeditar e matar um Prefeito em 1995, o filho do Prefeito que tentou matar um desafeto do pai no dia 21/03/2012, um cunhado de Vice-prefeito acusado de tentar matar o Prefeito no dia 5/08/2011 e um Judiciário que mantém essa barbárie! Até onde vai essa impunidade em Coari? 

Tudo começou há dezesseis anos quando o atual Prefeito de Coari, a 370 km de Manaus, Arnaldo Mitouso premeditou e matou no ano de 1995 o Prefeito da época Odair Carlos Geraldo. Em 5 de agosto de 2011, Arnaldo sofreu um atentado em Manaus, dentre os responsáveis pelo delito está o secretário adjunto de obras município, Francisco Pachola de Lima, o “França”, cunhado do vice-prefeito do município, Railson Torres (PPS).

Em novembro de 2011 Os desembargadores do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), condenaram por unanimidade, Arnaldo Mitouso, pelo assassinato do ex-prefeito de Coari, Odair Carlos Geraldo, em 13 de agosto de 1995.

Mitouso Júnior filho do Prefeito de Coari(AM)
No dia 21 de março de 2012, o filho do Prefeito Mitouso Júnior, seguindo os passos do pai, atirou contra o ex-secretário adjunto enquanto abastecia seu veículo em um posto de gasolina, no bairro Tauá-Mirim, em Coari.

A impunidade que confunde

A complacência do Judiciário em manter no cargo um assassino condenado no cargo de Prefeito do Município de Coari, confunde até mesmo o Prefeito que não titubeou em afirma: “É incompreensível como este senhor, que até dias atrás estava numa penitenciária, volta para Coari e ainda anda armado!” referindo-se ao ex-secretário, veja como os valores são confundidos, ele pode matar ser condenado e ainda achar estranho quem é apenas acusado andar armado. Seu filho pode andar armado, atirar nas pessoas e até forjar patologia para não comparecer diante das autoridades policiais. A pergunta que não quer calar, quem deu permissão para Mitouso Júnior, filho do Prefeito, andar armado?

Neste caso, é premente que a justiça se apresse em dar celeridade ao processo que Mitouso foi condenado e ainda agir com rigor para impedir que a mente assassina do filho do Prefeito, faça mais vítimas em Coari. 

A manutenção do Prefeito Arnaldo Mitouso no cargo de Prefeito de Coari é um péssimo exemplo para as atuais e futuras gerações, as crianças são vulneráveis a essas ilusões, é papel de qualquer autoridade combater a delinquência e contribuir na formação do caráter das pessoas, portanto o Prefeito Arnaldo é um péssimo parâmetro, ou alguém tem dúvida que seu filho não esteja se espelhando na impunidade do Pai!

3 comentários:

Carlos Costa disse...

Impressionante. E o patróleo fazendo vítimas!!!!!

João Paulo Sales Guimarães disse...

Amigos aqui em Coari todos vivem temendo a família do Arnaldo mitouso eles são violentos, este mesmo filho doArnaldo é acusado de assassinar um Jovem filho da Dona Trindade e nada acontece, todos sabem que ele é usuário de drogas e nada acontece, vamos fazer algo meu amigo.

Samara Silva disse...

Parabéns pela matéria é muito importante que o povo de Coari esteja atento pois agora é hora de aparecer os salvadores da Pátria

Postar um comentário