sábado, 18 de agosto de 2012

Mineradora Inglesa usa Policia para assassinar Trabalhadores na África do Sul!

0 comentários

A Companhia a mineradora Lonmin, uma estatal inglesa dona da mina de platina em Marikana, perto da cidade de Rustenburg, na África do Sul, depois de ameaçar com demissão os mais de 3000 (três mil) mineiros em greve, comandou o assassinato de mais de 36 trabalhadores grevistas na quinta-feira (16/08/2012) tendo como executor o Estado Sul-Africano através de sua polícia que atirou covardemente sem dó nem piedade nos mineiros em Greve!

O que está ocorrendo na África do Sul não é um fato isolado, trata-se de uma política global do capital minerador e de energia, que para impor suas intenções, usa o Estado como testa de ferro para praticar esse tipo de barbaria com intuito de garantir seus lucros fabulosos em detrimento da vida.

Esses dois setores do capitalismo, agem com selvageria sempre! Eles estão impondo essa politica na África, no continente Americano e onde existam riquezas naturais a serem exploradas.

No Brasil essa politica está em curso com grande intensidade na Região Norte, onde o principal alvo é a nossa Amazônia, aqui estamos assistindo o avanço da exploração mineral e a construção de Usinas Hidrelétrica, cujo testa de ferro é o Estado brasileiro com os Governos do Ex-presidente Lula e agora Dilma, patrocinando as ações judiciais dos consórcios construtores das Hidroelétricas de Jirau, Santo Antônio, Teles Pires, Belo Monte...  Para tanto, estão passando por cima da Constituição Federal, expulsando a população ribeirinha e indignas de seus habitar para abrir caminho a esse capital nefasto, destruidor do Meio Ambiente e assassino de pessoas, tudo isso é para  garantir a exploração das nossas riquezas naturais e o lucro desse setor, que ainda, promovem a discórdia entre os grupos de pessoas e dentre os próprios  movimentos sociais e sindicais.

Vigilantes com as ações desse capital assassino e, indignado com o assassinatos dos nossos irmãos trabalhadores mineiros da África do Sul, responsabilizamos a estatal inglesa Companhia  mineradora LONMIN e o  Governo Sul-Africano pelas morte dos Operário que exerciam seu universal, sagrado e legitimo direito Greve quando foram abatidos covardemente.

Nossa solidariedade ao povo da África do Sul, de modo especial aos familiares dos operários que tombaram lutando por melhores salários e condições de trabalho e conclamamos os trabalhadores do mundo inteiro a manifestarem seu repudio a esse cruel ato de desumanidade, condenando essas execuções primitivas patrocinadas pela estatal inglesa mineradora LONMIN, bem como, exigir do governo Sul-Africano punição exemplar aos autores dessa tragédia onde mais de 36 trabalhadores foram assassinados.

Trabalhadores e Trabalhadoras do Mundo Uni-vos!

0 comentários:

Postar um comentário