terça-feira, 18 de setembro de 2012

Mensalão: o PT de Lula no banco dos réus

0 comentários

Manaus entrou na pauta, porque a candidata do PCdoB a prefeitura da cidade, garantiu que o ex-presidente vem a Manaus, no dia 19 (quarta-feira), para participar de seu comício. A caça ao Lula continua para esclarecer os fatos.

Depois de seis semanas de julgamento, o Supremo Tribunal Federal (STF), iniciou nesta segunda-feira (17), às 13h, horário de Brasília, o julgamento de Delúbio Soares (tesoureiro), José Genoíno (presidente) e de José Dirceu do PT, ex-ministro da Casa Civil do governo Lula. Todos réus na Ação Penal 470, popularmente chamada de Mensalão.

A sessão começou com a leitura do voto do ministro-relator, Joaquim Barbosa, sobre o item VI da denúncia da Procuradoria Geral da República (PGR), que imputa crimes de corrupção ativa e passiva, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro aos acusados do “núcleo político” capitaneado pelo PT de Lula.

Na primeira hora, o ministro-relator examinou as provas que atestam a compra de voto, que o PT orquestrou, em particular, durante a aprovação da Reforma da Previdência e da Reforma Tributária, envolvendo, particularmente, o PP (partido que parecia antagônico ideologicamente), no entanto, passou a marchar com os petistas depois dos repasses sistemáticos referente à compra de votos. Valores esses citados pelo ministro Joaquim Barbosa na manifestação do seu relatório na mais alta Corte do País.

A matéria tornou explosiva depois que a Veja da semana publicou declaração de Marcos Valério, dizendo que: “O PT me fez de escudo, me usou como um boy de luxo. Mas agora vai todo mundo paro o ralo”.  O Noblat, em seu blog, destacou também que “Valério acreditou que o prestígio de Lula seria suficiente para postergar ao máximo o julgamento do processo do mensalão”, garantindo com isso, segundo o blogueiro, a prescrição de alguns crimes denunciados pela Procuradoria Geral da República, o que não se consumou, embora Lula tenha “forçado a barra”, não obtendo sucesso em sua jogada. 

 A imprensa nacional procura ouvir o Lula para esclarecer os fatos, não obtendo êxito até agora.  Manaus entrou na pauta, porque a candidata do PCdoB a prefeitura da cidade, garantiu que o ex-presidente vem a Manaus, no dia 19 (quarta-feira), para participar de seu comício, visando derrotar o ex-senador Artur Virgílio Neto, que é o líder na pesquisa para prefeitura de Manaus, o que provoca descontentamento nas fileiras petista tal como o Mensalão. 

Confira o Julgamento:   http://www.tvjustica.jus.br/  

0 comentários:

Postar um comentário