sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Corrupção politica: a cumplicidade dos Partidos!

0 comentários

_____________________________________________________________________________

A população brasileira ocupa as Praças e Ruas neste dia 8 de dezembro, para protestar contra a corrupção que a cada dia vem se multiplicando e envolvendo agentes públicos, lideranças politicas, empresários e partidos políticos. Em Manaus o Ato "BASTA À CORRUPÇÃO" acontece as 09:00 horas na Praça da Policia, Tribuna Livre do Projeto Jaraqui.

O julgamento da ação penal 470, denominada mensalão, ainda em andamento no STF, revelou que houve compra de apoio de partidos políticos para que suas bancadas votassem em projetos de interesse do governo no Congresso Nacional, mostrando assim a importância dessas agremiações partidária na vida politica da Nação.

A legislação partidária consagra aos dirigentes das instancias superiores dos partidos políticos  poder pleno para indicar candidatos, designar e destituir dirigentes nas instancias inferiores, fazer coligações e alianças, punir filiados, indicar pessoas para os cargos comissionados... Esses dirigentes são senhores absolutos dos destinos do partido. Dai concluir-se que é no partido politico que está a gêneses da corrupção nos órgãos públicos.

Circula na internet um Abaixo-assinado em favor do Projeto de Lei de Iniciativa Popular de Criminalização dos Partidos Políticos e seus Dirigentes, a iniciativa é do Projeto Jaraqui, que promove uma tribuna livre todos os sábados na Republica Livre do Pina, na Praça Heliodoro Balbi (Praça da Policia), no Centro Histórico de Manaus.

O Projeto busca impor aos partidos político o fiel cumprimento da Lei Complementar nº 135, de 4 de junho de 2010, (Lei da Ficha Limpa). O fundamento principal do projeto vincula o Partido Politico como instrumento controlador  e responsável da conduta dos seus filiados e agentes públicos dele oriundos, sejam eles detentores de mandatos parlamentar ou executivo, uma vez que, para ser candidato a um cargo eletivo, a pessoa tem que ser filiado a uma agremiação partidária.

É fato que a corrupção é sempre praticada por pessoas com pernicioso desvio de caráter, porém, para elas ascenderem a um cargo publico comissionado, só é possível se for indicado por parlamentares, dirigentes partidários ou empresários financiadores de campanha, a depender do cargo, a simples indicação já está condicionada a fazer caixa para os seus patronos.

A sociedade precisa entender esse mecanismo pernicioso que corrompe pessoas, cuja origem está nos partidos políticos e seus dirigentes. A reação contundente dos dirigentes do PT diante do julgamento do mensalão mostra o poder da instituição Partido Politico na vida institucional brasileira.

O combate a corrupção na gestão publica, passa por responsabilizar os partidos políticos e seus dirigentes, como coatores nos delitos contra o erário púbico praticado por seus filados.



0 comentários:

Postar um comentário