terça-feira, 2 de maio de 2017

1º de maio de 2017 – Dia do Trabalhador e da Luta histórica pela Redução da Jornada de Trabalho.

0 comentários
ESCRITO POR ELSON DE MELO
TERÇA, 02 DE MAIO DE 2017.
MANAUS, AMAZONAS

“131 depois dos Mártires de Chicago, o Governo Temer-PMDB/PSDB quer aumentar a Jornada de Trabalho para 12 horas diária! ”

Enquanto a classe trabalhadora mundial celebra os 131 anos dos Mártires de Chicago (1886-2017), dois dias antes, do 1º de maio de 2017 – 28 de abril -28A, a classe trabalhadora brasileira, realiza a maior GREVE GERAL da sua história. A greve foi convocada pelas Centrais Sindicais IINTERSINDICAL, CUT, UGT, CGTB, CSP-CONLUTAS, FORÇA SINDICAL, CSB, NCST e CTB, para protestar contra as Reformas Trabalhista, da Previdência e a Lei da Terceirização que o governo Temer-PMDB/PSDB que depuseram o governo do PT para impor uma agendo ultraneoliberal, onde as conquistas sociais, politicas e democráticas desaparecem da noite para o dia como se nunca tivessem existido. 

Nesse 1º de maio de 2017, houveram pelo mundo muitas manifestações de protesto contra governos ultraneoliberais que querem impor ao mundo um retrocesso aos tempos medievais. Contra isso, os Trabalhadores e Trabalhadoras do mundo, se unem e exigem; mais direitos civis, democracia e direitos econômicos e sociais.

No Brasil a data foi celebrada com manifestações em todas as capitais e muitas cidades do interior do país, todas manifestações foram contra as reformas da Previdência, Trabalhista e a Lei da Terceirização que que deixam mais precárias a qualidade de vida no nosso povo.

Entre as conquistas que desaparecerão, estão as Leis trabalhistas contidas na CLT-Consolidação das Leis Trabalhistas instituída em 1943 pelo presidente Getúlio Vargas, que pela proposta já aprovada na Câmara Federal os trabalhadores terão a carga horária elevada até 12 horas diárias, contrato por prazo determinado até por hora trabalhada, fato que institui a precariedade do mercado de trabalho, onde os trabalhadores ficarão desamparado e desprovido de direitos.

Já a Reforma da Previdência se aprovada na forma como quer o governo Temer, na pratica inviabiliza que a classe trabalhadora se aposente antes da morrerem de tanto trabalhar.

Essas Reformas do Governo Temer-PMDB/PSDB, mostra claramente o caráter inescrupuloso, impiedoso e predatório do capitalismo financeiro globalizado, são medidas que roubam toda a riqueza social do nosso povo que eles pretendem impor com mais força do que no passado.

O dia 1º de maio – Dia do Trabalhador, tem sua origem na luta pela Redução da Jornada de Trabalho, luta que os sete camaradas operários, Albert Parsons, August Spies, Samuel Fielden, Michael Schwab, Adolph Fischer, George Engel, Louis Lingg, foram condenados a morte e Oscar Neebe condenado a quinze anos de prisão, foram esses mártires que, pagaram com a vida a conquista das 8 horas diária que, o Presidente Temer-PMDB/PSDB junto com a maioria dos deputados e senadores do Congresso Nacional brasileiro, pretendem agora aumentar a jornada de trabalho para 12 horas diária!





0 comentários:

Postar um comentário