quinta-feira, 14 de junho de 2012

A DITADURA DO SILÊNCIO CONSTITUCIONAL E A CORRUPÇÃO!

1 comentários

Por Jornalismo Carlos CostaEstá se tornando ridículo de ver a ditadura constitucional do silêncio na CPMI que investiga os tentáculos da corrupção de “Carlinhos Cachoeira”, que atingiram também o senador por Goiás, Demóstenes Torres, além de dois governadores, com pitorescos espetáculos para TV protagonizados por alguns de seus membros, lamentavelmente!

Antes era a ditadura militar que impunha o silêncio, pela força; agora é a Constituição da República Federativa do Brasil, que define o silêncio sepulcral dos criminosos e, por isso mesmo, precisa ser reformulada junto com o novo Código Penal.

Como só isso não fosse o suficiente, ainda existe a corrupção que impõe o silêncio também, só que de forma mais ampla, em muitos poderes de Estado, envolvendo  governadores e mínia impressa! É a podridão de uma ditadura legal aprovada por muitos deputados e senadores ainda atuantes, durante a Constituinte de 1988.

“É um direito seu permanecer calado! Se não fizer, tudo o que disser poderáá  e ser usado contra o senhor nos tribunais. Se o senhor não puder pagar um advogado, é um dever do Estado pagar para o senhor” , dizem em filmes policiais americanos, o agente da Lei, depois de mostrar seu distintivo ao futuro prisioneiro e algemá-lo em seguida. No Brasil,  isso  não ocorre porque o STF decidiu que é um constrangimento à pessoa!

 “Eu me reservo ao meu direito constitucional de me manter em silêncio e só falar em juízo e não responder a nenhuma pergunta”. E não respondem nada mesmo, nem com reza braba!

Na época da ditadura militar, muitos queriam falar e poucos conseguiam. Hoje, muitos podem falar e poucos exercem esse direito, principalmente os envolvidos em escândalos nacionais escabrosos.

Na época do Governo Militar os jornais de oposição possuíam censores em suas redações; hoje, a corrupção com seus braços armados com muito dinheiro, manipulam o que pode ou não ser divulgado, controlam as redações, determinam pautas e difundem  coisas inverídicas em nome de uma liberdade de expressão.

Mas quando a corrupção invade meios de comunicação, como se falar em liberdade de expressão? Impossível! Plantam notas contra pessoas, produzem dossiês durante os períodos eleitorais, fazem miséria! Tudo em nome de uma liberdade de expressão hoje manipulada e não tão séria como era antes!

Antes a Ditadura Militar determinava e todos cumpriam e poucos se revoltavam; hoje,  a ditadura da corrupção, manda, faz e acontece e ninguém se revolta!

Como jornalista e cidadão, defendo amplamente a liberdade de expressão, mas não a liberdade de a corrupção invadir jornais, criar pautas, decidir o que pode ou o que não pode ser divulgado, porque estaremos vivendo simplesmente na “liberdade da corrupção”. Basta! Cansei!


1 comentários:

Aurismar Lopes Queiroz disse...

Muito Bom, com B maiúsculo, companheiro, no Brasil existe uma máquina que produz miséria social, sucateamento dos serviços públicos além de evasão de divisas, essa máquina é a corrupção. Isso que estamos vivenciando nos últimos dias é mais um produto MADE IN CORRUPÇÃO OF THE BRAZIL.

Postar um comentário